Buscar

Psicologia Transpessoal : um olhar além da matéria

Salve Galera!

A pedido do blog Artigo 19 , fiz esse artigo sobre a Psicologia Transpessoal em 2012. Resolvi trazer para esse espaço.


A Psicologia Transpessoal é uma vertente da psicologia "AINDA" não considerada científica dentro da Psicologia tradicional, ou seja, não reconhecida pelos conselhos de psicologia; porém no exterior como no Brasil, vem ganhando cada vez mais adeptos e decorrente disso, o campo científico vem investigando alguns dos conceitos e práticas abordadas na PT, tais como a compreensão dos estados alterados de consciência mediante técnicas como hipnose, meditação, reike etc.


A análise transpessoal busca transcender uma expressão terrena, procurando transferir o indivíduo para uma perspectiva imortal, superando a materialidade do corpo físico.Muitas vertentes da Psicologia Moderna, e alguns de seus diversos autores, têm concebido o ser humano dentro de um paradigma materialista e organicista, compreendendo a mente humana apenas no período entre nascimento e morte do corpo biológico. Posteriormente, diversos estudos apontaram para uma vida afetiva intra-uterina.


A Psicologia Transpessoal,  apesar de  reconhecer a terapia de vidas passadas (uma outra linha de trabalho terapêutico) não a usa como principal método na clínica , mas também não a descarta. A regressão, a principio, busca informações inconscientes na vida atual do sujeito como na sua passagem intra-uterina, a fim de encontrar "causas" que podem ser responsáveis  por  problemas psicológicos no momento presente do individuo.


A Transpessoal está aos poucos obtendo seu reconhecimento através de diversos estudos científicos que comprovam sua teorias, exemplo disso é a  comprovação dos benefícios da meditação para cura de diversas patologias, sejam estas físicas e/ou mentais (emocionais), como também a  afirmativa de que o feto desde as primeiras semanas de vida  assimila informações externas, como também  são afetados pelas questões emocionais que a mãe sente durante toda gestação - informações que serão "armazenadas" em seu inconsciente e que ao longo da vida poderão se manifestar de diversas formas , como por exemplo , traumas - A ciência vem constatando , aos poucos que teorias  primordiais da PT  são muito relevantes e que a Psicologia Tradicional atualmente concorda com estes casos exemplificados.


Na medicina Oriental Chinesa já é sabido há mais de 5000 anos que a cura de um corpo doente se inicia quando há cura do estado mental e emocional do sujeito.  Esse estado de paz e de cura é comparado aos efeitos que as meditações proporcionam na vida de um praticante dentro de um longo período, algo que vem sendo pesquisado e comprovado pela ciência.


Após a morte do “antigo” ego que sofre com seus traumas há  o renascimento de um novo homem, com a sabedoria de poder vivenciar a vida em equilíbrio, conectado com a sua unidade.  Há uma ruptura com a dualidade e isso permite um equilibro entre o lado sombrio e o lado de luz da psique, algo que o mestre Carl Gustav Jung em seus estudos  nos ensinou, que para o equilíbrio do self precisa-se conhecer e integrar a nossa sombra ao consciente , possibilitando assim a integração de paradoxos, como consequência dessa dinâmica, o sujeito passa a ter uma vida mais feliz e equilibrada.


A morte dos condicionamentos do ego e renascimento deste traz a possibilidade de conhecer a si mesmo, tal como ensinaram os antigos mestres com o famoso adágio “Conhece-te a ti mesmo”. O autoconhecimento significa se libertar de todos os condicionamentos, vivendo de acordo com a sua verdade interior, livre de todos os medos que aprisionam o eu em seu universo particular, livre da dependência exclusiva de artifícios externos para se sentir feliz, livre para vivenciar o amor e a beleza de estar consciente de quem verdadeiramente É.





©2020.  Psicologia e outras terapias All rights reserved.